terça-feira, 11 de dezembro de 2007

FILHA DA NATUREZA




(Malu Monte)

Sou filha do vento com a mãe tempestade
nascida numa noite de verão caliente
muitas vidas vividas e nelas muito amada
não penso em passado mas no daqui pra frente

Sou filha do vento com a mãe tempestade
em berço de amor eu vivi e me criei
sem ostentar valores materiais
eterna criança, pelos Querubins me guiei

Sou filha do vento com a mãe tempestade
banho-me nas águas de Iara
e contemplo a riqueza do mar ao voar pelo céu
a brisa a soprar-me os cabelos
Num desalinho jogado ao léu

Sou filha do vento com a mãe tempestade
Em noites de lua cheia o meu uivo se faz ecoar
Desejos e prazeres outrora contidos
Na pele de loba passam a me embrigar

Sou filha do vento com a mãe tempestade
Faço da verdade a minha embarcação
Que me conduz pela vida ao caminho da luz
Eu, filha pródiga, concebida num rompante de paixão!

Nenhum comentário: