terça-feira, 30 de novembro de 2010

S.O.S. RIO (Rap do Cidadão)







Malu Monte

Não vejo mais o noticiário na tv
Bancos não são mais assaltados
O morro não é mais vasculhado
A PM não entra lá e, pra quê?
Blitz nem é preciso fazer
Os carros estão liberados nas estradas


REFRÃO
Mas, onde estou? Onde estou?
Na ilha da fantasia!
Será? Será?
É... Vc já comprou sua beca hoje?


Não me perguntam mais: De onde vim?
Pra onde vou? Quem sou?
Meus vizinhos me dão Bom Dia!
Pedem licença pra passar na condução
Me dão o lugar para sentar sem nenhuma condição


REFRÃO
Mas, onde estou? Onde estou?
Na Ilha da Fantasia!
Será? Será?
É... Vc já beijou seu filho hoje?


Falando em filho,
As maternidades estão cheias
O atendimento impecável
tem leito para todos, inacreditável !


REFRÃO
Mas, que lugar é esse, cidadão?
É a Ilha da Fantasia!
Será? Será?
Pra que plano de saúde? É de graça é só ir lá!


Tem escola para todos
Asfalto e condução
Não precisa se preocupar com a hora
O perigo não ronda lá fora!
Pra que preocupação?
Não ouço mais a bala pipocar
Carro blindado vai encalhar


REFRÃO
Mas, diga aí, cidadão: Onde estou? Onde Estou?
Na Ilha da Fantasia!
Será? Será?
O crime acabou e a bandidagem se aposentou!


Não se ouve as sirenes da polícia
Não se escuta o soar da ambulância
Mas quanta ignorância!...
Será que vc não percebeu?
Esse é o governo que vc elegeu!


REFRÃO
Mas, diga aí meu rapaz: Onde estou? Onde estou?
Na Ilha da Fantasia!
Será? Será?
É...E seu voto agora é importante, sabia?


E aí, quem é o cidadão de terno e gravata?
Que fala em acabar com o pedágio
Tá me achando com cara de otário!
Olha, ele tem uma criancinha no colo!
Aperta a mão do pobre!
Beija a mão da favelada!
E ainda diz: Eu preciso do teu voto!


REFRÃO
Mas, diga aí meu rapaz: Onde estou? Onde estou?
Na Ilha da Fantasia!
Será? Será?
Será? Será?


PS:Ao final toca o Hino da Cidade Maravilhosa.

O TEXTO ACIMA FOI FEITO EM 2003 MAS CONTINUA TÃO ATUAL QUE DIANTE DOS ÚLTIMOS ACONTECIMENTOS EU RESOLVI POSTÁ-LO NOVAMENTE.

terça-feira, 16 de novembro de 2010

O CHAMADO


Malu Monte

Não me peças pra ficar
Se nem cogitei sair
Marquei meu lugar
Como um arqueiro crava sua flecha
Sou pérola da ostra resgatada por você
Cometa caído na terra
Terremoto em seu coração
Gênio por você liberado da garrafa
Lágrima que sai da sua alegria
Vim até você sem precisar encomendas
Sou seu número,seu par
Um total descontrole diante de ti
Basta que me toques o botão
Mexo com o seu inconsciente
Faço com que sintas todas as sensações
Mas não ouses parar-me no tempo
Deixe-me ir se preciso for
Por certo voltarei
Sempre que sentir o seu chamado
A esse apelo não resistirei.

sexta-feira, 5 de novembro de 2010

É TEMPO


Malu Monte


Ah...Tempo... Tempo!...
Tempo de se dar um tempo pra si
E pras coisas que o outro quer
De se dar dois passos pra trás pra se prosseguir

Tempo de saber esperar
De por vezes aquietar-se
E ficar num cantinho a pensar
Pra que se ponha as ideias no lugar

Tempo de se firmar na vida
Erguer-se um patamar sem escorá-lo em alguém
Despedir-se de ranços passados
Renovar-se em tudo o que se tem

Tempo pra deixar a vida seguir seu curso
Sem que se tente consertar o que passou
Caminhar pela estrada da esperança
Sem desprezar cada obstáculo que se superou

E como tempo medido não vinga
Ao abaixares as velas dessa embarcação e refletir
Verás que apesar de o vento a impulsionar
Esse leme só você poderá conduzir.

quinta-feira, 4 de novembro de 2010

MEIO BOSSA NOVA, MEIO ROCK 'N' ROLL


Malu Monte

Às vezes me sinto BOSSA NOVA
Acorde das batidas do meu coração
Nem sinto o passar do tempo
Caminho a passos lentos
Por conta dessa mansidão

Às vezes me sinto ROCK 'N' ROLL
Um paradoxo por onde estiver
Elétrica, apaixonada, apaixonante, intensa...
Louca, corro contra o tempo que passa
Não posso perder um minuto sequer.