quinta-feira, 21 de fevereiro de 2008

MEU PAI, MEU HERÓI! (Acróstico)


(Malu Monte)

M inha vida inteira tentei te encontrar
E nesta procura me perdi num labirinto de sonhos
U m mundo de gente eu visitei e você não estava lá

P or vezes acho que passei bem perto
A inda que sem a noção
I ntegral da distância que nos separava

M uitos rostos eu olhei
E não vi você em nenhum deles
U m em um milhão era onde devias estar

H oje já cansada desta busca incessante
E u confesso que já me acostumei em passar os meus dias
R ecordando os momentos em que estavas aqui
Ó dio não guardo te ti por teres me abandonado
I sto é sentimento que já me foi expurgado pelas lágrimas que engoli.

AINDA ASSIM...(Frase)


(Malu Monte)
"Há que da dor se extrair algo de bom assim como se contemplam as rosas mesmo sabendo-se que elas possuem espinhos."