quinta-feira, 26 de maio de 2011

AUTORRETRATO






















Malu Monte

Então seu moço,
Vou lhe dizer como sou:
Sou fêmea vaidosa que gosta de se enfeitar
Que não sai de casa, sem antes a boca pintar.
Mergulho fundo nas emoções
Ponho pra fora todo o sentimento
Transbordo de paixão a todo momento
Choro de tristeza ou de alegria, em cada versejar
Acredito que sonhar é viver e viver é sonhar.
Sentimentos caminham lado a lado, dentro de mim
Criança e mulher juntas num só ser
Só sei que de tudo na vida eu tiro um prazer.
Por vezes, sou meiga e, noutras, ponho a me rebelar
Quando diante de algo que não concordo, ajo com teimosia
Em certos momentos, curto a passividade e transformo-a em poesia
Aqueles que são meus amigos guardo sempre no meu coração
Mas, os mal intencionados dou corda e fico a ver até aonde irão
Num dado momento, puxo-a e jogo-os ao chão.
Menina moleca a correr de pés descalços
Chique princesa, escorrego sem nunca cair dos saltos.
Sou livre como um pássaro
Ninguém conseguirá me aprisionar
Também,não é pra menos,
Sou mulher de gêmeos,
Sou do signo do ar!...


PS: Por mais estranho que possa parecer, de acordo com a nova ortografia, é assim mesmo que se escreve autorretrato.rsrs...

quarta-feira, 18 de maio de 2011

COMO UM PÁSSARO



Malu Monte

Quisera ser como um pássaro
Voar pela imensidão do céu
Ver a vida de cima
Libertar-me da maldade humana

Quisera ser como um pássaro
Não temer o mal que me cerca
Livrar-me da língua ferina de uns
Do julgamento cruel de outros

Quisera ser como um pássaro
Sentir meus corpo a brisa balançar
Solto ao vento flutuar
E de braços abertos decolar

Quisera ser como um pássaro
Pra não temer a ventania
Agarrar-me nos fortes galhos das árvores
Como quando criança eu fiz um dia

Quisera ser como um pássaro
Dar voos razantes sobre o mar
Não temer as ondas que batem
Para na areia meu corpo repousar

Quisera ser como um pássaro
Descobrir novos horizontes
Desbravar mundo afora
Feliz pra sempre eu seria!

segunda-feira, 9 de maio de 2011

SER MÃE


Malu Monte


Um dia você acorda e percebe que algo mudou.
Percebe que está sensível e chora à toa;
Ri de qualquer coisa que alguém falou;
Sente vontade disso ou daquilo;
Até mesmo do que nunca pensou querer...
Um dia você se olha no espelho;
Sente que seu corpo se modificou;
Que suas formas se foram e uns quilinhos engordou;
Mas se suas roupas já não lhe cabem mais, tanto faz...
Um dia você se dá conta de que não está só;
Que se tornou mais que uma pessoa;
Você se multiplicou em duas ou mais;
E carrega alguém por toda parte que vai;
Que possuem um elo forte;
Afinal, ocupam um mesmo espaço...
Um dia você se faz fonte de vida pra alguém
Que o sangue que corre em suas veias não é só seu;
Que o que você ingere não alimenta apenas você;
E o que antes saboreava, talvez não seja o que deva comer...
Um dia você se toca da importância que tem;
De que não está nesse mundo a passeio;
Mas que percorre o caminho que lhe fora traçado;
Que mesmo sem ter convidado já havia alguém à sua espera...
Um belo dia você se dá conta de que em seu ventre bate um coração dependente do seu;
E de que, quando essa criaturinha sair, sucumbirá aos seus encantos...
Então, no dia "D", diante dessa sua maior criação, você finalmente constata:
Sou iluminada e acabo de dar a alguém o maior de todos os presentes: A VIDA.

Feliz Dia das Mães!

quinta-feira, 5 de maio de 2011

SO/ SÓ



Malu Monte


So good

Só provar

So long

Só pra quem vai

So much

Só tudo de bom

So less

Só nada a perder

So slow

Só lento não chega

So fast

Só rápido atropela

So fine

Só bem viver

So bad

Só o que pareça ser

So on

Só feia pra quem te odeia

Só bela pra quem te ama

Só tudo o que você quiser.