domingo, 15 de abril de 2012

CHAME-ME "FELICIDADE"



Malu Monte

Se eu pudesse escolher meu nome
Chamar-me-ia "Felicidade"
Ah!... Este sim, combina comigo!...
Não sei ficar triste por muito tempo...
Tristeza me incomoda;
Confesso não gostar da sua companhia;
Nem à posar para fotografia.
Solidão, até prefiro em certos momentos...
Tristeza... Gosto, não!
Pessoa triste nem é bonito de se ver;
Já a feliz, essa tem brilho de sol que irradia.
Sorriso sem dentes é melhor que cara amarrada;
Mas felicidade não pode ser programada;
Quando se é feliz nada faz falta;
Ou será que só se é feliz quando nada falta?
Tem gente que gosta de reclamar;
Vive à contestar tudo o que se diz;
Isso é coisa de quem não é feliz.
Nesses, até o sorriso alheio incomoda;
Vai ver que perdeu o ônibus rumo à "Felicidade";
De tanto amarrar a tromba criou mais rugas do que devia;
E, ainda pensa ter sabedoria;
Para discordar do que se fala.
Na verdade, sábio é quem transforma dor em alegria.
Aquele que é poeta, apesar de seus dissabores,
Sabe o que é ser feliz ao menos por um dia!
Deixo aqui o meu recado;
A quem o meu novo nome incomodar;
Pegue sua mochila;
Vá para o final da fila;
Ponha-se no seu lugar!