sábado, 27 de outubro de 2007

METADE DE MIM



(Malu Monte)

Metade de mim é criança
A outra metade mulher
Metade de mim é pintada
A outra é cara lavada
Metade de mim é alegria
A outra metade tristeza
Metade de mim é narcisa
A outra nem quer espelhos
Metade de mim é juízo
A outra inconseqüência
Metade de mim é cautela
A outra metade é perigo
Metade de mim é sossego
A outra metade tumulto
Metade de mim é passarela
A outra metade favela
Metade de mim é fortaleza
A outra metade frágil
Metade de mim é poder
A outra metade pobreza
Metade de mim é solidão
A outra metade acompanhada
Metade de mim é paixão
A outra é só amor
Metade de mim quer você
E a outra metade, também!

Um comentário:

luizniederauer disse...

OI MALU....; JÁ TINHAS ME PASSADO ESTE POEMA E EU JÁ TINHA TE RESPONDIDO ALGO. PARA MIM , CREIO QUE ESTE TEU DOM À POESIA NÃO É NECESSÁRIO MAIS COMENTAR. NASCESTES COM ELE E VAIS DESSA PARA A MELHOR , TAMBÉM COM ELE. SOU FÃ INCONDICIONAL DE TUAS POESIAS E ESSA PRINCIPALMENTE , ME TOCOU MUITO . MEUS PARABENS E BEIJOS ...LHNM;