quarta-feira, 25 de junho de 2008

JOGO DE SEDUÇÃO


(Malu Monte)

Ele chega de mansinho
Me faz um carinho e depois se vai
Não diz o porquê
Se afasta de mim
E não volta mais

Mas se alguém se aproxima
Quando menos espero
Ele volta sorrateiro
Mais do que ligeiro
Retoma o seu lugar

É como se pra ele
Eu seja um troféu na estante
Que ele gosta de contemplar

Ou quem sabe uma maçã
Fruto do pecado
Que ele morde pra sua marca deixar

Não sei se isso tudo é medo de perder
Ou é pra se auto-afirmar
Confesso que às vezes não sei como lidar
E me pergunto: -Por quê será?

Fico de mal comigo por não tomar uma decisão
É como se eu quase ganhasse a partida mas quando me dou conta
Ele a vence e ainda faz canastra real no meu coração.

Nenhum comentário: