quarta-feira, 25 de junho de 2008

HOMENAGEM À PARIS



(Malu Monte)

Ruas longas e caminho a passos largos
A chuva que cai molha o meu rosto
Lava a minha alma

Não acredito que esteja a viver aquilo
Carros passam por mim e nem me dou conta
Gente a me olhar como se estranha eu fosse
Será?

Buzinas, sirenes, choro de criança ao longe
Ambulantes a dizer: Bonjour, Madame!
Não sei como explicar, mas gosto disso!
Gosto até do que não gostava antes...

Do frio que bate no meu rosto
De caminhar pelas ruas à toa
Arranjar tempo pra ouvir o músico de rua tocar
Observar pessoas que ficam deitadas na grama a relaxar
Mas que magia esta cidade emana sobre mim?

Relaxo e presto atenção em cada folha que cai
Naquele verde tão verde que não sei explicar
De como pode haver aquele azul no céu?
No pássaro que me saúda ao cantar na janela do meu quarto no hotel
Os raios do sol refletidos na água do chafariz

Oh! Como eu quero dividir a minha alegria com quem amo!...
Então como faço pra que não me entendam mal e não me vejam como esnobe?
Quero apenas compartilhar essa felicidade nobre
Ao mostrar como uma cidade pode a alma renovar.

Um comentário:

jurandirsalles disse...

Olá Malu,que saudades de vc !! Bem ,nem preciso dizer que essa Homenagem a Paris ,vc disse tudo em poucas linhas e foi descrevendo tudo de maneira observadora e pratica ,será que vc não é uma Francesa ? rsrs.Bjs querida que Deus te ilumine sempre.Saúde e sucesso sempre .Valew.Bjs Jurandir.