sábado, 11 de setembro de 2010

TALVEZ...


Malu Monte


TALVEZ um dia nos esbarremos em plena multidão
Por entre pessoas, carros e papéis picados ao chão

TALVEZ um vento que venha forte me traga você
Quem sabe o que no amanhã poderá viver?

TALVEZ num desses descaminhos reescrevamos mais um capítulo de nossa história
E achemos algo novo pra contar

TALVEZ as diferenças possam ter pesado contra
Será que era mesmo pra ser?...

TALVEZ as oposições nunca se aproximem
Mesmo com o mundo afirmando que elas se atraem.

TALVEZ o tempo seja mesmo o senhor da razão
Vamos dar-lhe o prazo que ele quiser

TALVEZ nossa história seja sustentada pelas reticências...
E isso contribua para que ainda não haja um final feliz.

Sinto que ainda nos esbarraremos em qualquer situação
Entre pessoas, carros ou
TALVEZ numa rua vazia de gente
Sem os tais papéis picados ao chão.

Nenhum comentário: