sexta-feira, 21 de maio de 2010

SABER VIVER - Crônica


Malu Monte

Estava conversando com uma amiga que se queixava de sua mãe.
Segundo ela, a mãe que sofre do "Mal de Alzheimer" e não a deixa viver como gostaria.
Hoje, às vésperas de completar os meus 51 anos de vida e já sem minha mãe ao meu lado, confesso ter ficado triste ao ouvir tal desabafo...
Coloquei-me no lugar dessa mãe e pensei: - Quem de nós pede pra ficar nesse estado na velhice?
Todas queremos gozar de uma velhice saudável, viajando pelos quatro cantos do mundo, bater pernas por aí e fazer tudo o que a maturidade e a disposição nos permitir. De preferência, ao lado do parceiro ou em companhia de amigos(as).
Mas infelizmente, existem situações como a dessa pobre senhora. Casos em que pessoas ao ficarem viúvas e ou atingirem a chamada terceira idade, voltaram-se aos cuidados dos filhos e, por conta disso, nem se permitiram mais à condição de mulher ou homem. Ou seja, deixaram o lado mãe ou pai suplantar qualquer desejo sexual ou vaidade que ainda lhes restasse...
E pra que valeu tudo isso? Só pra bater no peito e dizer que se está pondo em prática a meta do tal amor incondicional?!
Será que não está na hora de repensarmos nossos conceitos em detrimento de tudo o que nos foi ensinado?
Hoje, ao contrário do que era antes, os cuidados e a busca por ferramentas que nos proporcionem uma velhice saudável a fim de que o tempo não nos pregue essas e outras peças se fazem necessários. Sobretudo, por vivermos novos tempos em que os filhos estão independentes em busca de alçarem seus próprios vôos.
Então, é necessário pormos de uma vez por todas em nossas cabeças que, enquanto a vida nos permitir que caminhemos com os nossos próprios pés, precisaremos e devemos nos cuidar, acima de tudo, por amor a nós mesmos.
Portanto, caro leitor, faça um esforço positivo e siga as seguintes dicas:
1. Cuide-se,
2. Ame-se,
3. Pratique atividades físicas,
4. Busque exercitar o cérebro,
5. Faça periodicamente um acompanhamento médico – seguro morreu de velho...rsrs
6. Pare de se colocar na posição de vítima e esperar do outro aquilo que talvez ele nunca lhe dê.

É ...Hoje a minha ficha caiu de vez!

Homenagem especial à Maria Luiza (Vó Zuzita), poetiza da qual sou fã - Um exemplo de vida e lucidez a ser seguido.

Visitem seu blog: http:mariazuzita.blogspot.com

3 comentários:

OS CREDENCIADOS disse...

Muito bom Maluzinha !
Vc tem a verve !
FELICIDADES, saúde e proteção.
Lindo aniversário pra vc.
Sepúlveda

Maria Luísa disse...

Malu querida, fiquei emocionada e apaixonada pela sua homenagem.É mesmo maravilhosa! Vou guardar com muito carinho. E que Deus continue a te iluminar, para que você colha sempre inúmeros sucessos.
Um grande abraço com minha sincera amizade e gratidão: Vó Zuzita.

Valter Montani disse...

Passei para deixar o meu bom dia, com amor e poesia:

"Aos pássaros Deus deu o vôo e o canto, aos que amam Ele dá o sonho e o encanto. Quem ama de verdade não consegue voar,porém de tão leve espírito, chega até a flutuar"

©Valter Montani