segunda-feira, 26 de abril de 2010

EU TIVE UM SONHO


Malu Monte

Noite dessas eu tive um sonho
Sonhei que levitava por entre nuvens
E elas formavam pessoas a me saudar.
Até vi rostos que marcaram minha vida
Minha amada mãe estava lá.
Revi amigos que já se foram,
Outros que ainda estão por aqui
Ídolos que partiram faz tempo...
Outros nem tanto tempo faz...
Amores que se foram ao longo da minha história
Era como se através de sorrisos
Dissessem-me algo que eu não sei decifrar
Mas sinto não ser nada ruim, ao contrário,
Pelas fisionomias assim eu pressentia
E eu até que me ria sem nada dizer
E daquele episódio que de certa forma me elevou o astral
eu tive que acordar
Confesso ter tido vontade de voltar a dormir
Terá sido apenas só mais um daqueles sonhos gostosos de se sonhar?

6 comentários:

Jorge Sader Filho disse...

A poeta sonha, sonha e nos leva junto. Cada um com seu devaneio, como a bela Malu, para mim um misto de artista e fonte de inspiração.

Beijos
Jorge

SARASWATTI disse...

Que sonho revigorante!
Já tive desses tb!
Um refrigério para a alma!
Beijos na minha poetisa preferida,
Ben.

Lianara **Lia** disse...

Olá!

Achei você no blog do Eduardo. Vim espiar e adorei!

Abraços

Lia

Blog Reticências...

Theresa Russo disse...

Sonhos de poeta são além dos oceanos das ilusões..São poesias borbulhantes na mente...
Sonhe sempre Malu!!

Valter Montani disse...

Bom fim de semana minha querida, bjs

Existe algo misterioso
no silêncio de seu olhar
que talvez nunca revele
pois, a mente feminina
é um perigoso enigma
que em vão, os homens
pretendem desvendar.
Mas, para quê conhecer
esse hermético segredo?
Se nosso grande objetivo
sempre por nós perseguido
é encontrar a felicidade
realizar nossos desejos.
Então, não faz sentido
compreender essa paixão!
O que interessa é o milagre
que dá sentido nessa religião.
Ao matar a sede dos corpos
em seu ato misericordioso
vai aos poucos libertando
seus devotos sequiosos
de um enorme desprazer
e, mesmo sem entendê-las
estamos libertos e felizes
duma existência triste e vazia
sem o amor de uma mulher!

Valter Montani

Luiz de Aquino disse...

Sonhar é o prenúncio da arte...