quinta-feira, 26 de novembro de 2009

O SEU SANTO NOME


Carlos Drummond de Andrade


Não facilite com a palavra amor.
Não a jogue no espaço, bolha de sabão.
Não se inebrie com o seu engalanado som.
Não a empregue sem razão acima de toda a razão ( e é raro).
Não brinque, não experimente, não cometa a loucura sem remissão
de espalhar aos quatro ventos do mundo essa palavra
que é toda sigilo e nudez, perfeição e exílio na Terra.
Não a pronuncie.


ESTE É UM EXEMPLO DE QUE EXISTEM PESSOAS COM AS QUAIS TEMOS GRANDES AFINIDADES DE OPINIÕES MESMO QUE NÃO NOS SEJAM PRÓXIMAS.
SEMPRE GOSTEI DO DRUMMOND - POETA, ALIÁS SOU UMA DISCÍPULA DELE, ENTRETANTO, NUNCA TINHA LIDO O POEMA POSTADO ACIMA. HOJE, PUDE CONSTATAR QUE ESTAVA CONECTADA COM ELE QUANDO ESCREVI O TEXTO ABAIXO.
SALVE MEU GRANDE MESTRE!!!!!

Um comentário:

SARASWATTI disse...

Tanta gente diz EU TE AMO inconsequentemente sem nem saber o que é amar! Outros o fazem só para enganar! Outros, por incrível que pareça, não conseguem nem pronunciar essas 3 palavras!!!