terça-feira, 31 de janeiro de 2012

O ANJO























(Malu Monte)


O anjo que habita em mim é criança
Sobe em árvores, se esconde em galhos
Se lambuza quando come
Dá gargalhadas e gosta de cantar

O anjo que habita em mim é poeta
Passa suas horas de sono
A escrever seus delírios mais loucos
Do amor ele bebe na fonte

O anjo que habita em mim é feliz
Tenta resgatar os fracos e perdidos
Alegra os que tristes estão
Sua felicidade é de contagiar

O anjo que habita em mim é benevolente
Não me permite perder as asas
Leva a vida em voos rasantes
Aceita-me como anjo e pecador

O anjo que habita em mim
Tem sorriso de menina brejeira
É um querubim que canta cantigas de roda
Nem se importa se o tempo passar

O anjo que habita em mim
Abre os olhos pra escuridão
Ama em plena luz do luar
Sem reparar se é primavera ou verão

O anjo que habita em mim
Não quer me deixar só
Faz-me sentir viva e feliz
Isso pra mim já está bom

O anjo que habita em mim é voraz
Encendeia-me de paixão
Serelepe não dá sossego
Foge da calmaria que tenta chegar

O anjo que habita em mim
Ouve as minhas orações
Ri das coisas que eu digo sem pensar
Desse anjo, eu espero,nunca me separar!

6 comentários:

Anônimo disse...

Seu Blog esta lindo amiga querida...que Deus te abencoe sempre!!Beijinhos...sua sempre amiga Cle!!

Tanq Pandova disse...

Muitos muito bem escrito ea verdade.
Bravo!
Tanya Padova

Jorge Sader Filho disse...

Conserve este anjo!
Abraço.
Jorge

Valter Poeta disse...

Muito belo Malu! parabéns

Anônimo disse...

Lindo amiga! Parabéns pelo seu blog! Bjs, Evandro

Anônimo disse...

Muito bom, Marluce!Bjs... Wood...